dia

Você está em: Home / Archives / Tag / dia

25 de Julho — Dia Nacional Do Escritor

Categories: Tags:
25/07/2017

dia do escritor 2

O Dia Nacional do Escritor é comemorado em 25 de julho, data instituída em 1960 pela União Brasileira de Escritores.

 

Maior poeta brasileiro do século XX, Carlos Drummond de Andrade nasceu em Itabira, Minas Gerais, em 1902. Faleceu em 1987, no Rio de Janeiro

“Escritor: não somente uma certa maneira especial de ver as coisas, senão também uma impossibilidade de as ver de qualquer outra maneira.” Carlos Drummond de Andrade

Em breves e belas palavras, um de nossos maiores representantes da Literatura Brasileira definiu o ofício de um escritor. No dia 25 de julho comemora-se o Dia Nacional do Escritor, data instituída em 1960 pelo então presidente da União Brasileira de Escritores, João Peregrino Júnior, e pelo seu vice-presidente, o célebre escritor Jorge Amado.

Jorge Amado nasceu em 10 de agosto de 1912 no município de Itabuna, Bahia. Faleceu em Salvador, no dia 06 de agosto de 2001, aos 88 anos.

“Pobres dos escritores que não se derem conta disso: escrever é transmitir vida, emoção, o que conheço e sei, minha experiência e forma de ver a vida.” Jorge Amado

O Dia do Escritor surgiu após a realização do I Festival do Escritor Brasileiro, iniciativa da UBE. O grande sucesso do evento foi primordial para que, por intermédio de um decreto governamental, a data fosse instituída com a finalidade de celebrar a importância do profissional das letras, profissão que, infelizmente, nem sempre tem sua relevância reconhecida.

Erico Verissimo nasceu em Cruz Alta, Rio Grande do Sul, em 17 de dezembro de 1905. Faleceu em Porto Alegre, no dia 28 de novembro de 1975

“Nenhum escritor pode criar do nada. Mesmo quando ele não sabe, está usando experiências vividas, lidas ou ouvidas, e até mesmo pressentidas por uma espécie de sexto sentido.” Erico Verissimo

Com pouco mais de quinhentos anos de história, a Literatura Brasileira, se comparada à tradição literária europeia, por exemplo, ainda é jovem, mas nem por isso menos rica e interessante. Dos primeiros cronistas à literatura contemporânea, oferece uma diversidade de autores que representam os mais variados gêneros, muitos internacionalmente reconhecidos.

Caio Fernando Abreu nasceu em 12 de setembro de 1948 em Santiago, Rio Grande do Sul. Faleceu em Porto Alegre, no dia 25 de fevereiro de 1996

“O escritor é uma das criaturas mais neuróticas que existem: ele não sabe viver ao vivo, ele vive através de reflexos, espelhos, imagens, palavras. O não-real, o não-palpável. Você me dizia “que diferença entre você e um livro seu”. Eu não sou o que escrevo ou sim, mas de muitos jeitos. Alguns estranhos.” Caio Fernando Abreu

 

Em verso e prosa, os escritores brasileiros representam e defendem a identidade cultural do país, fazendo da palavra a matéria-prima de sua arte. Por meio de pensamentos, sentimentos e opiniões, provocam nos leitores diferentes emoções, fazendo rir, chorar, recordar e refletir.

Por Luana Castro – Graduada em Letras

Fonte: http://brasilescola.uol.com.br

Centro Educacional Terra-Objetivo celebrará Dia da Família Terra

Categories: Tags:
09/05/2017

site-objetivo-terra

Neste sábado, dia 13 de maio o Centro Educacional Terra-Objetivo celebrará o Dia da Família Terra. O encontro acontecerá na Unidade 1, com o tema: Escola de Portas Abertas.

A escola receberá os familiares dos alunos para um delicioso almoço em comemoração ao dia das mães.

Os convites estão à venda na secretaria escolar.

Confira o cardápio: Feijoada tradicional e vegetariana, arroz branco e arroz integral, couve refogada, banana assada, pernil assado, torresmo, laranja, vinagrete, spaghetti à bolonhesa e ao molho branco, saladas variadas. Buffet livre. Valor por adulto: R$ 30,00, crianças até o 5º ano: R$ 15,00.

A programação do encontro contará com: recepção com roda rítmica, o almoço, apresentação dos alunos, entrega dos presentes, feitos artesanalmente pelos alunos. E ainda duas oficinas, uma de feltragem para os adultos e oficina de culinária. Valor da inscrição: R$10,00 (para despesas com materiais).

Os pais interessados em expor seus trabalhos de artesanato, beleza e/ ou alimentos artesanais podem se inscrever gratuitamente na secretaria escolar, para a participação no Bazar.

O dia 13 de maio também é comemorado o Dia da Fraternidade Brasileira, onde celebra-se um dos valores mais importantes para manter a união e paz numa sociedade: a fraternidade.

A ideia da fraternidade está baseada no conceito de que todos os seres humanos são iguais e, neste sentido, devem ser tratados igualmente com dignidade e respeito.

Assim, a fraternidade faz com que todos os seres humanos sejam igualados ao status de irmãos, devendo possuir direitos iguais, independente da orientação sexual, etnia, religião ou classe econômica.

Paz, Amor e União!

 

Conhecendo e explorando diversos povos

Categories: Tags:
20/04/2017

17440213_1445873702123900_1072755277_n

Nas aulas História, os alunos do 3º ano, do ensino fundamental I estão explorando sobre os diferentes povos e costumes do nosso planeta. Em março foi trabalhado um pouco sobre o Brasil Indígena, cada aluno trouxe na roda de conversa uma curiosidade sobre os índios que habitaram o nosso Brasil, e vamos confeccionando um livro dos povos de acordo com que estamos trabalhando.

Na roda das curiosidades, alguns alunos e a professora trouxeram alguns objetos da cultura indígena e eles puderam observar e manusear esses objetos, teve a construção de uma cabana indígena, onde os alunos puderam ver de perto como é e do que pode ser feito a moradia deles.

Os alunos do 1º ano também participaram desta atividade, pois estão trabalhando sobre os indígenas também.

Ondem, dia 19 de abril, comemorou-se o Dia do Índio e os alunos realizaram diversa atividades referentes aos costumes dos indígenas no Brasil.

Todos esses conhecimentos serão utilizados para a conclusão do Projeto Pedagógico do Aluno (PPA) deste ano.

17474962_1445873675457236_403766455_n17474915_1445873878790549_2093302701_n17474826_1445873892123881_482720548_n17474800_1445873445457259_659995859_n17474697_1445873835457220_443202811_n17467853_1445873775457226_278399956_n17467484_1445873682123902_897761089_n17440494_1445873788790558_1155014036_n17440478_1445873875457216_792244816_n17440456_1445873692123901_438396781_n17440175_1445873315457272_872452556_n17440079_1445873408790596_1781133895_n17409878_1445873838790553_1284121525_n17409704_1445873858790551_1004686057_n17409584_1445873895457214_1649122014_n17409473_1445873832123887_51343209_n

Dia 18 de abril – Nasce Monteiro Lobato. É o dia do Livro Infantil

Categories: Tags:
17/04/2017

livro

Monteiro Lobato

Foi, sem dúvida, um dos mais importantes escritores brasileiros do século XX, especialmente pelas obras infantis e personagens que marcaram a infância de várias gerações. Quem não conhece a Emília, a Narizinho, o Visconde de Sabugosa e tantos outros personagens antológicos que viviam no “Sítio de Pica-pau Amarelo” e invadiram a imaginação das crianças.

Seu desejo de “fazer livros onde as crianças possam morar” foi realizado, e, seus personagens ficaram íntimos de quase todos os brasileiros que sabem ler. Seus livros foram lidos na infância, mas suas histórias moram na memória de todos nós.

O Instituto Pró-Livro não poderia deixar de homenagear esse educador e escritor, entre tantas outras atuações marcantes, que sintetizava em uma frase celebre tudo o que pensamos: “Um país se faz com homens e livros”

Segue breve biografia, para conhecer um pouco mais sobre esse homem que provocou nossas fantasias, quando crianças:

Monteiro Lobato (1882-1948) foi um escritor brasileiro. “O Sitio do Pica-Pau Amarelo” é uma de suas obras de maior destaque na literatura infantil. Foi um dos primeiros autores de literatura infantil em nosso país e em toda América Latina. Tornou-se editor, criando a “Editora Monteiro Lobato” e mais tarde a “Companhia Editora Nacional”. Metade de suas obras é formada de literatura infantil.

Monteiro Lobato (1882-1948) nasceu em Taubaté, São Paulo, no dia 18 de abril de 1882. Era filho de José Bento Marcondes Lobato e Olímpia Monteiro Lobato. Alfabetizado pela mãe, logo despertou o gosto pela leitura, lendo todos os livros infantis da biblioteca de seu avô o Visconde de Tremembé. Desde menino já mostrava seu temperamento irrequieto, escandalizou a sociedade quando se recusou fazer a primeira comunhão. Fez o curso secundário em Taubaté. Estudou no Instituto de Ciências e Letras de São Paulo.

Ingressou na Faculdade de Direito do Largo de São Francisco na capital, em 1904. Na festa de formatura fez um discurso tão agressivo que vários professores, padres e bispos se retiraram da sala. Nesse mesmo ano voltou para Taubaté. Prestou concurso para a Promotoria Pública, assumindo o cargo na cidade de Areias, no Vale do Parnaíba, no ano de 1907.

Monteiro Lobato casou-se com Maria Pureza da Natividade, em 28 de março de 1908. Com ela teve quatro filhos, Marta (1909), Edgar (1910), Guilherme (1912) e Rute (1916). Paralelamente ao cargo de Promotor, escrevia para vários jornais e revistas; fazia desenhos e caricaturas. Ficou em Areias até 1911, quando se muda para Taubaté, para a fazenda Buquira, deixada como herança pelo seu avô.

No dia 12 de novembro de 1912, o jornal O Estado de São Paulo publicou uma carta sua enviada à redação, intitulada “Velha Praga”, onde destaca a ignorância do caboclo, criticando as queimadas e que a miséria tornava incapaz o desenvolvimento da agricultura na região. Sua carta foi publicada e causou grande polêmica. Mais tarde, publica novo artigo “Urupês”, onde aparece pela primeira vez o personagem “Jeca Tatu”.

Em 1917 vende a fazenda e vai morar em Caçapava, onde funda a revista “Paraíba”. Nos 12 números publicados, teve como colaboradores: Coelho Neto, Olavo Bilac, Cassiano Ricardo entre outras importantes figuras da literatura. Muda-se para São Paulo, onde colabora para a “Revista do Brasil”. Em seguida compra a revista e a transforma em editora. Publica em 1917, seu primeiro livro “Urupês”, que esgota sucessivas tiragens. Transforma a Revista em centro de cultura e a editora numa rede de distribuição com mais de mil representantes.

No dia 20 de dezembro de 1917, publica no jornal O Estado de São Paulo, um artigo intitulado “Paranoia ou Mistificação?”, onde critica a exposição de Anita Malfatti, pintora paulista recém chegada da Europa. Estava criada uma polêmica, que acabou se transformando em estopim do movimento modernista.

Monteiro Lobato, em sociedade com Octalles Marcondes Ferreira, funda a “Companhia Gráfico-Editora Monteiro Lobato”. Com o racionamento de energia, a editora vai à falência. Vendem tudo e fundam a “Companhia Editora Nacional”. Lobato muda-se para o Rio de Janeiro e começa a publicar livros para crianças. Em 1921 publica “Narizinho Arrebitado”, livro de leitura para as escolas. A obra fez grande sucesso, o que levou o autor a prolongar as aventuras de seu personagem em outros livros girando todos ao redor do “Sítio do Picapau Amarelo”. Em 1927 é nomeado, por Washington Luís, adido comercial nos Estados Unidos, onde permanece até 1931.

Como escritor literário, Lobato destacou-se no gênero “conto”. O universo retratado, em geral são os vilarejos decadentes e as populações do Vale do Parnaíba, quando da crise do plantio do café. Em seu livro “Urupês”, que foi sua estréia na literatura, Lobato criou a figura do “Jeca Tatu”, símbolo do caipira brasileiro. As histórias do “Sítio do Picapau Amarelo”, e seus habitantes, Emília, Dona Benta, Pedrinho, Tia Anastácia, Narizinho, Rabicó e tantos outros, misturam a realidade e a fantasia usando uma linguagem coloquial e acessível.

José Renato Monteiro Lobato morreu no dia 5 de julho de 1948, de problemas cardíacos.

Fonte da biografia: e-biografias

Fonte: http://prolivro.org.br

Dia do Circo é comemorado hoje em homenagem ao Palhaço Piolim

Categories: Tags:
27/03/2017
Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

No dia 27 de março é comemorado o dia do circo. A escolha da data foi em homenagem ao palhaço conhecido mundialmente como Piolim, essa é a data de seu nascimento.

 

No dia 27 de março é comemorado o dia do circo, um espaço levantado por armações desmontáveis, coberto por lona, sendo que na parte interna são montados arquibancadas, camarotes e, ao centro, o picadeiro.

No circo são realizados shows e espetáculos, são apresentados vários números divertidos e impressionantes, como palhaços, acrobatas, equilibristas, contorcionistas, mágicos, etc.

A escolha da data foi em homenagem ao palhaço Abelardo Silva, que ficou conhecido como Piolim, essa é a data de seu nascimento. Piolim era filho de circenses e cresceu no meio dessas artes, iniciando sua carreira com contorcionismos e acrobacias.

Abelardo Silva participou de vários espetáculos, mas o que lhe deu o apelido de Piolim foi o contato com artistas espanhóis, que o chamavam de barbante (piolin na língua espanhola), por ser muito magro e ter pernas compridas.

O palhaço ficou conhecido mundialmente, recebendo homenagens como exemplo de artista popular pelos criadores da Semana de Arte Moderna, realizada em 1922.

Os circos surgiram em Roma, no século III a.C, onde aconteciam espetáculos de corridas, lutas entre gladiadores ou desses contra animais, e jogos de ginástica. O mais conhecido era o Circo Máximo, que recebia 150 mil pessoas em um único espetáculo.

Os circos sempre se utilizaram dos animais para dar mais graça às suas apresentações, porém esses eram maltratados, castigados e machucados para cumprirem suas tarefas. Hoje em dia vários circos aboliram esses costumes, pois ferem os princípios morais dos homens em respeito à natureza.

Os espetáculos dos circos modernos estão voltados para os desafios do próprio homem, a superação dos limites e outras formas de agradar ao público.

Dentre os mais famosos da atualidade temos o Cirque Du Soleil, canadense, criado em 1984. Os shows promovidos são de pura arte, onde milhares de artistas de todo o mundo se apresentam juntamente com efeitos de luzes, cores e sons.

Por: Jussara Barros – Fonte: http://mundoeducacao.bol.uol.com.br

No próximo dia 31 de março, os alunos do Centro Educacional Terra, farão uma aula passeio ao Circo dos Sonhos, em Bragança Paulista, com a finalidade de complementar, enriquecer a vivência escolar e favorecer o processo de formação do indivíduo.

Pensando em resgatar os aspectos lúdicos da garotada, o Circo dos Sonhos conta a história de um casal de irmãos que não desgrudava um só minuto do vídeo game, até o aparelho entrar em curto circuito e sua tela dar lugar a um portal, que os levará à fronteira da realidade e da ilusão: o reino de Fantasia.

Depois de ultrapassarem esse portal as crianças são recepcionadas pelos palhaços, que como os bobos da corte, apresentam a elas o reino encantado de Fantasia.

Toda a ação do espetáculo acontece no castelo de Fantasia, onde um show de surpresas com personagens, figurinos e cenários que povoam os contos infantis será exibido ao público. Reis, rainhas, príncipes, princesas, sapos, bruxas e fadas, que habitam o imaginário das crianças, são representados por renomados artistas circenses que surpreendem a todos com muita força, graça e destreza nas suas performances

O espetáculo também conta com atrações inéditas e números aéreos de tirar o fôlego.

São mais de 150 (cento e cinquenta) pessoas envolvidas diretamente nessa super produção, entre elas costureiras, designers, artistas plásticos, produtores, diretores, marceneiros, serralheiros, figurinistas, cenógrafos, bailarinos, coreógrafos, acrobatas, malabaristas, palhaços, trapezistas, contorcionistas, produtores, entre muitos outros profissionais que há mais de um ano trabalham na produção do espetáculo.

Mais informações: www.circodossonhos.com

Equinócio – Outono chega trazendo aquele friozinho

Categories: Tags:
20/03/2017

outono

Estação iniciou às 7h29, horário de Brasília. A partir daí, dias ficam menores até início do inverno, em 21 de junho

O outono começou hoje, dia 20 de março, às 7h29, horário de Brasília, quando ocorre o equinócio no hemisfério sul. Nessa data, dia e noite terão praticamente a mesma duração. À medida que a estação avança, os dias ficam menores até o início do inverno, em 21 de junho.

“Do ponto de vista astronômico, a característica mais marcante é que, no início do outono, os dias e as noites têm o mesmo comprimento”, explica a pesquisadora Josina Nascimento, do Observatório Nacional. Segundo ela, a inclinação dos raios solares é o motivo para a queda das temperaturas durante o outono.

Segundo o Centro de Previsão de Tempo e Estudos Climáticos do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (CPTEC/Inpe), as temperaturas em todo o País devem se manter na média histórica, com exceção da Região Sul, que deve registrar temperaturas mais altas.

“O começo do outono ainda é quente, porque o clima está mais relacionado com o verão do que com o inverno. Se chegar uma frente fria, a temperatura cai”, afirma a meteorologista Renata Tedeschi, do CPTEC/Inpe.

Embora o outono seja o período chuvoso na Região Nordeste, a seca deve continuar. A previsão aponta que o volume de chuvas deve ficar abaixo da média histórica nos próximos meses. Uma mudança do cenário depende de uma reviravolta nas condições climáticas.

“Já são cinco anos de estiagem, e estamos nos encaminhando para o sexto, a não ser que haja uma grande mudança nas condições do Oceano Atlântico. Mas não é o que os nossos modelos indicam”, diz Renata.

Cheia no Norte

Por outro lado, a Região Norte pode ter uma das maiores cheias já registradas dos rios da bacia amazônica. É no outono que se inicia o chamado “inverno amazônico”, período marcado pelo aumento das chuvas e queda da temperatura.

“Chuvas vão ocorrer acima da média e pode ser que os volumes dos rios cheguem a níveis recordes, porque o pico da época de inundação ocorre em junho, com o acúmulo de toda a chuva que caiu no outono”, destaca o coordenador-geral de Operações e Modelagem do Centro Nacional de Monitoramento de Alertas e Desastres Naturais (Cemaden), Marcelo Seluchi.

Já nas Regiões Centro-Oeste e Sudeste, na medida em que o outono avança, as chuvas vão diminuindo até que se configure o período da seca. A estação também é época de atenção à prevenção de desastres naturais. Isso porque, com o solo encharcado após meses de chuvas, aumenta o risco de deslizamentos de terra.

“Temos um histórico grande de desastres registrados em março e abril, principalmente. O solo, agora no fim da estação chuvosa, está muito saturado de água, e essa condição favorece a ocorrência de deslizamentos de terra. E, nesses meses, temos chuvas intensas, mesmo que de curta duração, que aumentam o risco de desastres naturais”, afirma Seluchi.

Fonte: Mctic

Por: Portal Brasil

15 de março – Dia da Escola

Categories: Tags:
15/03/2017

site-unidadeI

No Brasil, as primeiras escolas foram trazidas pelos Jesuítas no século XVIII. Atualmente, comemoramos no dia 15 de março o dia da escola.

A escola é a instituição, depois da família, mais importante do mundo, exercendo um dos papéis mais importantes na vidas das crianças e jovens. A escola além de alfabetizar também tem o dever de preparar os alunos para exercer a cidadania dentro da sociedade.

O termo escola vem do grego “skholê”, que significa descanso ou lazer. Na Grécia antiga aqueles que dispunham de tempo livre, ou seja, que não exerciam trabalho braçal, desenvolviam atividades de estudo, pesquisa e filosofia.

Já no Brasil, os jesuítas tiveram um importante papel na fundação das primeiras escolas no Brasil. Em 1779, eram 17 Colégios, 25 Casas Jesuítas e 36 Missões realizando a prática da formação religiosa, cultural, cívica e moral dos filhos dos colonizadores, indígenas e, principalmente, da elite que liderava a sociedade da época.

Atualmente as crianças estão indo cada vez mais cedo para a escola, devido aos pais terem que trabalhar, e estes buscam nas escolas, um ensino de qualidade, alimentação e recreação durante o período que seus filhos estarão na escola.

Uma nova modalidade de ensino vem ganhando a cada dia mais credibilidade: as escolas em tempo integral. Atualmente, mais da metade dos estudantes brasileiros da educação básica estão na rede integral. Entre as vantagens está a melhora do rendimento do aluno, a implantação da prática de esportes e a ocupação do tempo ocioso.

No Centro Educacional Terra-Objetivo, o Projeto Eco Político Pedagógico foi e continua sendo constituído através das contribuições idealistas de grandes teóricos: Célestin Freinet, Jean Piaget, Lev Semionovitch Vygotsky, Reuven Feuerstein e Paulo Freire.

Além das diretrizes do Sistema de Ensino e Material Didático Sócioconstrutivista do OBJETIVO.

A essência da escola é a transparência em tudo que faz. Usa-se a liberdade e a democracia como instrumentos de trabalho. Aqui não cabe a desigualdade. E sim a proximidade, acolhimento e ajuda. Busca-se a integração de todo o conjunto: alunos, professores, coordenação, pais e a comunidade extremense para que nossa escola alcance a excelência em tudo aquilo que imaginamos.

Viva o Dia da Escola!